Entre em contato com a Versátil

Segurança

EPIs para obras em altura

Por expor o operário a diversos riscos, o trabalho em altura exige o uso de EPIs. Confira no artigo os equipamentos de proteção essenciais para obras em altura.

Noticia Versatil em destaque

Quando o assunto é trabalho em altura, a utilização de Equipamentos de Proteção Individual, os EPIs, é uma obrigação para a execução dos projetos de construção civil.

Afinal, o canteiro de obras é um local que expõe o trabalhador a diversos riscos, ainda mais quando os serviços são realizados em locais de difícil acesso, como em fachadas de edifícios a alturas superiores a dois metros.

Considerando a obrigatoriedade do uso dos EPIs, os responsáveis pela obra devem garantir que todos os presentes no canteiro de obras estejam utilizando corretamente esses equipamentos, a fim de evitar acidentes, lesões e outros danos à saúde dos profissionais.

Mas para atividades específicas, como o trabalho em altura, quais EPIs são necessários? Se você tem essa dúvida, continue a leitura do artigo de hoje.

Trabalho em altura: equipamentos fundamentais

Sigla para Equipamento de Proteção Individual, o EPI engloba todo dispositivo de proteção utilizado individualmente pelo operário para protegê-lo das ameaças às quais ele está exposto no ambiente de trabalho.

Basicamente, o EPI serve para garantir a integridade e a saúde do colaborador, evitando tanto acidentes de trabalho quanto o desenvolvimento de doenças ocupacionais.

Os tipos mais comuns de EPIs são:

  • óculos de proteção;
  • protetores auriculares;
  • máscaras;
  • capacetes;
  • luvas;
  • botas;
  • cintos de segurança;
  • dentre outros.

No setor de construção civil, o trabalho em altura exige EPIs específicos para garantir a segurança dos trabalhadores.

Confira cinco equipamentos de proteção essenciais para obras em altura:

1 - Capacete com fita jugular

O capacete é um dos principais dispositivos de segurança, pois protege a cabeça do trabalhador contra quedas de objetos.

Quando o trabalho é realizado em altura, o capacete deve ser utilizado com a jugular para evitar que ele se desprenda da cabeça e caia após movimentações mais bruscas ou vento forte.

A fita jugular é uma tira que passa por debaixo do queixo, prendendo o capacete e proporcionando ao trabalhador maior liberdade de movimentos.

2 - Cinto de segurança

O cinto de segurança é um equipamento de proteção obrigatório na construção civil para profissionais que trabalham em altura (a mais de dois metros do chão) e estão expostos ao risco de queda.

Este EPI é composto por um dispositivo preso ao corpo do trabalhador e fixo a um talabarte e também a um ponto de ancoragem através de um cabo, utilizado para sustentar o profissional em caso de queda.

O cinto paraquedista, indicado para trabalhos em altura, possui um ponto de conexão para ser utilizado em conjunto com outros dispositivos: talabarte com absorvedor de energia; talabarte de posicionamento; e trava quedas.

Uma observação importante é quanto o ajuste correto do cinto de segurança junto ao corpo do trabalhador. Por isso, sempre é indicado que duas pessoas façam a inspeção do equipamento, verificando se está bem ajustado e com os dispositivos de segurança fixos.

3 - Óculos de proteção

O trabalho em altura, principalmente quando realizado na parte externa, expõe o operário a raios solares, projeção de partículas volantes, luminosidade intensa e radiação ultravioleta, podendo prejudicar a visão e causar acidentes.

Dessa forma, a utilização do óculos de proteção é fundamental no canteiro de obras, uma vez que esse EPI protege os olhos do trabalhador durante a realização de atividades nocivas à sua visão, além de evitar o excesso de claridade.

4 - Luvas

As luvas de proteção são EPIs essenciais no trabalho em altura, pois além de proteger as mãos do operário contra ferimentos, produtos químicos, cortes e lesões, elas garantem maior segurança e firmeza durante o manuseio de equipamentos e ferramentas.

É importante lembrar que as mãos são a principal ferramenta de trabalho em um canteiro de obras, sendo utilizadas para praticamente todas as atividades de construção. Logo, elas ficam mais expostas aos riscos e merecem cuidados redobrados.

5 - Calçados de segurança

Os calçados de segurança são EPIs utilizados na construção civil para proporcionar maior conforto aos pés e proteção contra colisão frontal, perfurações e queda de objetos e ferramentas.

O uso dos calçados no trabalho em altura ainda garante maior aderência, reduzindo os riscos de derrapagens e torções.

Os calçados de segurança podem ser de diferentes modelos, conforme o tipo de trabalho realizado:

  • com ou sem cadarço;
  • com ou sem biqueira;
  • impermeáveis ou não;
  • à base de couro, PVC ou materiais sintéticos.

A utilização dos Equipamentos de Proteção Individuais no trabalho em altura são fundamentais, uma vez que qualquer acidente que ocorra a muitos metros do chão torna o socorro mais complicado e demorado.

Outras medidas de segurança para prevenção à saúde e segurança do trabalhador são a elaboração de uma Análise Preliminar de Riscos (APR) e a Permissão para Trabalho em Altura (PTA).

Nestes documentos estarão descritos todos os riscos da atividade a ser realizada e as medidas necessárias para eliminar ou reduzir situações adversas que possam causar acidentes.

Também é fundamental realizar uma inspeção prévia nos equipamentos de proteção individual, a fim de detectar antes do uso possíveis inconformidades que possam comprometer o funcionamento eficiente dos equipamentos.

Como melhorar a segurança no canteiro de obras?

Além de fornecer todos os EPIs necessários e garantir que os trabalhadores estejam utilizando-os corretamente, existe uma outra medida que o gestor deve implementar para melhorar a segurança no canteiro de obras: utilizar equipamentos para construção civil de qualidade.

Peças como andaimes, escoras, balancim, aparalixo e muitas outras, garantem o acesso à altura com mais segurança e mobilidade, otimizando as atividades da obra.

No entanto, para proporcionar todos os benefícios, estes equipamentos devem ser de alta qualidade, possuir boa procedência e apresentar as certificações necessárias conforme a NR 18 e as demais normas brasileiras vigentes (NBR’S).

A Versátil oferece um portfólio completo de equipamentos para construção civil devidamente certificados e aprovados de acordo com a NR 18.

Nossos andaimes, sistemas de escoramento, escoras metálicas, aparalixo, balancim e outros produtos possuem qualidade superior e passam por processos recorrentes de revisão e manutenção, garantindo toda a eficácia e durabilidade do material.

Conte com a Versátil para proporcionar mais segurança ao seu canteiro de obras!

Entre em contato conosco e solicite um orçamento.

Tags:

EPIs

Mais lidas

Noticia Versatil em destaque
Construção Civil

Diferença entre coluna, pilar, viga e laje

Leia mais
Noticia Versatil em destaque
Andaimes

Como calcular o m2 do andaime?

Leia mais
Noticia Versatil em destaque
Construção Civil

A importância da construção civil para retomada da economia

Leia mais

Leia também

Noticia Versatil em destaque
Andaimes

Dicas para montar andaimes com segurança

Confira dicas importantes de segurança para seguir durante a montagem e o manuseio de andaimes no canteiro de obras.… Leia mais
Noticia Versatil em destaque
Construção Civil

O que esperar do futuro da construção civil

Confira no artigo quatro tendências do mercado da construção civil para os próximos anos.… Leia mais
Noticia Versatil em destaque
Andaimes

Andaimes ou plataformas: qual escolher?

Confira as características principais de andaimes e plataformas para escolher o melhor equipamento para a obra!… Leia mais

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

ENTRE EM CONTATO COM A VERSÁTIL

Selecione a Versátil mais próxima de você

Imagem vazia -versatil